Cassiopeia Lopes. Trinta anos. Enfarte do miocárdio. Coma induzido.
Presa no seu próprio corpo, mas consciente de tudo o que se passa à sua volta, Cassiopeia vagueia pelo labirinto da memória.
De forma crua, retoma episódios da sua vida, desde a dura separação dos pais à adolescência rebelde, aos primeiros amores, às descobertas do sexo, ao engano de todas as suas expectativas e convicções.
Cassiopeia quer acordar, mas tarda em fazê-lo.